Minha conta
24/10/2019

No MA, Judiciário na escola doa 2 mil livros

 

O Projeto “Judiciário na Escola: Doe Livros e construa nosso futuro”, que objetiva estimular a leitura entre os alunos com a formação de uma biblioteca estudantil, promoveu mais um ato solidário nesta semana ao doar dois mil livros para a escola pública municipal “UI Manoel Campos Sousa”, localizada no termo judiciário de Bom Jesus das Selvas, localizada a 8km da Comarca de Buriticupu. De iniciativa do Juiz de Direito Raphael Leite Guedes, o projeto concorre ao Premio Innovare 2019 categoria juiz.

A solenidade aconteceu na sede da escola, na Rua 4, Quadra 1, Núcleo Residencial da Vale, na Vila Tropical, em Bom Jesus das Selvas. Durante a cerimônia, os estudantes fizeram apresentação de esportes, danças e expuseram fotos e trabalhos educativos sobre o estado do Maranhão e a cidade de São Luís.

O Magistrado relata que até o momento o Judiciário na Escola beneficiou, indiretamente, 140 mil pessoas, espalhadas por três municípios: Bom Jardim, Bom Jesus das Selvas e Buriticupu. O Juiz de Direito afirma que até o momento foram doados 3.500 livros. Além disso, houve a doação de dois computadores completos para as escolas para aprimorar a estrutura das bibliotecas e das pesquisas dos alunos. Também foram doados inúmeros brindes aos alunos pelos parceiros (bolas de futebol, livros, mochilas com material escolar e bicicletas).

A entrega dos livros foi feita pelo Juiz Raphael Leite Guedes,
da 1ª Vara da Comarca de Buriticupu, e pelo Desembargador  
Cleones Carvalho Cunha

O Juiz anunciou que  a escola  “UI Sara Kubitscheck”, em Buriticupu, onde estudam cerca de mil alunos, será a próxima escola a ser beneficiada, no mês de dezembro. “Agradeço a todos que contribuíram de alguma forma para a realização deste ato de cidadania e responsabilidade social no desenvolvimento da nova geração. Continuaremos incentivando a leitura e a educação digna de nossas crianças”, destacou.

Participaram da solenidade o promotor de Santa Luzia, Peterson Armando; a juíza da 2ª Vara de Santa Luzia, Ivna Cristina de Melo Freire; o prefeito municipal, Fernando Coelho; a defensora pública de Buriticupu, Francismar Dias, a diretora da escola de Bom Jesus das Selvas, Francisca Gama e a da escola Sarah Kubitscheck, Maria Rosângela, além de alunos, pais e professores.

 

 

COMENTÁRIOS