Minha conta
09/06/2015

Memorial do TJDFT recebe exposição de fotografias e aquarelas na próxima segunda-feira

O Memorial TJDFT - Espaço Desembargadora Lila Duarte recebe, de 15 a 26 de junho, a exposição de fotografias intitulada "Arquitecultura e Patrimônio Mundial".

TJDF

O Memorial TJDFT - Espaço Desembargadora Lila Duarte recebe, de 15 a 26 de junho, a exposição de fotografias intitulada "Arquitecultura e Patrimônio Mundial", do grupo Coletiva Iesplan, e de aquarelas do artista Jorge Blues, nomeadas "Na cidade e no Campo".

Jorge Blues é natural de Belém, Pará e vive em Brasília desde 2001. Em 1971 começou a desenhar e fotografar quando tinha 14 anos. Em 1985 teve aulas de aquarela e quatro anos depois ele estudou história da arte. Suas preferências são: paisagens, abstratos, retratos e natureza morta. Possui bacharelado em comunicação social, habilitação em publicidade e propaganda e ciências jurídicas e sociais e pós-graduação em história da arte. É analista judiciário do TJDFT desde 2001. Jorge já expôs suas obras no Museu da Universidade Federal de Porto Alegre (RS), no Salão Nacional de Artes Plásticas da Furnarte em Brasília, na Prefeitura de São Bernardo do Campo (SP) e na Fundação Rômulo Maiorana, em Belém, Pará.

O grupo Coletiva Iesplan é formado por professores e alunos de um dos cursos de arquitetura e urbanismo de Brasília. O grupo selecionou fotografias que pudessem constituir uma bela exposição, culturalmente de alto nível, com fotografias de cenas arquitetônicas e urbanas de patrimônios mundiais do Brasil e de outros países. Algumas das fotos foram feitas em viagens acadêmicas como a Ouro Preto, Cidade de Goiás, Macchu Picchu e, também, fotos oriundas de viagens individuais a locais pertencentes à lista de patrimônio mundial segundo a UNESCO. O grupo tem a curadoria do fotógrafo e arquiteto Márcio Vianna, graduado pela UnB com doutorado de universidade de Varsóvia. O grupo também vai expor os cartemas, que são composições gráficas a partir de um módulo fotográfico original. Estes módulos criam composições inusitadas. Os cartemas foram inventados pelo artista gráfico pernambucano Aloísio Magalhães.

O espaço foi inaugurado em 19 de abril de 2010 durante as comemorações do cinquentenário do Tribunal. O espaço abriga documentos, processos históricos, fotos e peças que remetem à trajetória do TJDFT desde a sua criação até os dias atuais. O Memorial é vinculado à 1ª Vice-Presidência, coordenada pela Desembargadora Carmelita Brasil.

O Memorial, está localizado no 10º andar do Bloco A, Ala A, funciona de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h, e abre seu espaço para visitas espontâneas e monitoradas.

Fonte: TJDFT

COMENTÁRIOS