Minha conta
00/00/0000

ANAMAGES lança série de entrevistas com Magistradas

 

 

Levantamento feito pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para apontar o perfil sociodemográfico da magistratura brasileira aponta que as mulheres são minoria entre ministros, juízes e desembargadores. Atualmente, a representatividade feminina nas cortes estaduais é de menos de 35%.

O estudo mostra, ainda, que há menor progressão entre mulheres. Enquanto 44% delas se encontram no primeiro estágio da carreira, o de juiz substituto, e 39% alcançam o posto de juiz titular, apenas 23% das vagas de desembargadores e 16% das de ministros dos tribunais superiores são ocupadas por elas.

Segundo a pesquisa "Estatísticas de gênero — Indicadores sociais das mulheres no Brasil", divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018, a maioria da população brasileira é formada por mulheres. Elas também são maioria no ensino superior: 16,9% da população do sexo feminino com 25 anos ou mais têm esse nível de escolaridade, contra 13,5% entre os homens. São números que enfatizam as desigualdades de gênero e as restrições impostas às mulheres.

Neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a ANAMAGES passa a publicar uma série de reportagens e entrevistas que evidenciam a importância da atuação e o protagonismo das mulheres na magistratura.

Nossa primeira entrevistada é a Desembargadora do TJMG Márcia Maria Milanez, segunda mulher a ser nomeada para a Corte Superior do Estado e primeira a ocupar um cargo de direção no órgão. À frente da terceira Vice-Presidência, ela exerce hoje papel fundamental para o sucesso do Programa Novos Rumos, que consiste em uma série de ações voltadas para humanização no cumprimento de penas privativas de liberdade, reinserção de apenados e promoção de justiça social. Também realiza um importante trabalho de acompanhamento voltado para a garantia de direitos, especialmente de mulheres presidiárias, e mobiliza juízes e sociedade civil para o bom funcionamento e expansão das Apac’s, modelo adotado em Minas Gerais que tem inspirado autoridades do setor de diversos países. Confira a entrevista!

COMENTÁRIOS