18 de Maio de 2021

Mesmo com pandemia, comarca de Ji-Paraná (RO) mantém movimento Maio Amarelo

O Juiz Oscar Alves Júnior incentiva a adoção de consciência sobre a necessidade de cuidar da própria vida e das demais pessoas no trânsito

Apesar das adversidades impostas pela pandemia causada pela covid-19, o Juiz do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia (TJRO), Oscar Francisco Alves Junior, titular da Vara de Delitos de Trânsito de Ji-Paraná, que incentiva há vários anos a adoção de consciência sobre a necessidade de cuidar da própria vida e, consequentemente, das outras pessoas que circulam pela cidade ou estradas, manteve a campanha Maio Amarelo na comarca, que visa conscientizar a população para a necessidade de redução de acidentes de trânsito.

A campanha Maio Amarelo tem atividades organizadas desde o último dia 10. No Fórum Desembargador Sérgio Alberto Nogueira de Lima, decorações e iluminação noturna lembram a importância do tema. Pelas redes sociais, servidores e servidoras são convidados a compartilhar postagens de selfies com destaques para a cor da atenção.

Desde o ano passado, o movimento Maio Amarelo se ajusta a atividades que evitem aglomerações e a disseminação de covid-19. O trabalho de profissionais que precisam diariamente estar nas ruas, como caminhoneiros e caminhoneiras, ciclistas e motociclistas entregadoras e entregadores, médicos e médicas, enfermeiras e enfermeiros, policiais e tantos outros, têm, além das preocupações inerentes ao trânsito, o cuidado com a própria saúde.

O Magistrado Oscar Junior pondera que uma razão a mais para redobrar a atenção e manter a disciplina no trânsito é pensar nos hospitais lotados por pacientes acometidos por covid-19. O magistrado, que tem doutorado em Mobilidade Urbana e se especializou na temática do Meio Ambiente Artificial com foco na Mobilidade Urbana e Trânsito Sustentável, explica que o movimento tem por objetivo provocar uma ação coordenada entre toda a sociedade civil e o poder público para chamar a atenção sobre a necessidade de diminuir o alto índice de acidentes de trânsito e o número de mortos e feridos decorrentes deles.

Debates sobre trânsito e mobilidade urbana, além da promoção de atividades alusivas, têm ênfase durante a campanha Maio Amarelo. “O objetivo é que todos nós tenhamos um trânsito mais seguro. Todos ganhamos com isso, pois são números alarmantes de acidentes, não só no Brasil, mas em todo o mundo”, afirma Oscar Junior.

As atividades da campanha na comarca de Ji-Paraná lembram as ações para a segurança viária no planeta, instituídas pela ONU. Cor de advertência, de cuidado e atenção, por meio da sinalização de semáforos e placas, o amarelo conclama as pessoas a refletirem. “Precisamos de uma nova cultura, uma nova forma de encarar a mobilidade urbana e o trânsito. Por isso, toda a sociedade precisa estar engajada nesse movimento”, alertou o juiz.

 Colaborou: TJRO