12 de janeiro de 2021

Desembargador Olavo Junqueira de Andrade deixa a Magistratura goiana após 37 anos

O Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), Olavo Junqueira de Andrade, membro da 5ª Câmara Cível e do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, deixa a Magistratura goiana nesta terça-feira, 12 de janeiro, após 37 anos de dedicação à judicatura, completados no dia 5 de outubro de 2020.

Nessa brilhante trajetória trilhada na Magistratura goiana, o Desembargador imprimiu a marca da diplomacia na relação com os pares; sempre conciliou as bases legais e teóricas aos seus valores humanitários em suas decisões e acórdãos; conquistou a simpatia e o apreço dos servidores e jurisdicionados nas comarcas por onde passou.

O Presidente da Anamages, Juiz de Direito do TJMG, Magid Nauef Láuar, saúda o Desembargador Olavo pela brilhante carreira e por concluir este ciclo com muito êxito.

História de Olavo Junqueira de Andrade

Natural de Goiatuba, Goiás, filho do juiz (Municipal) Francisco Vieira de Andrade (em memória) e da professora Maria Aparecida Junqueira de Andrade (em memória), Olavo Junqueira de Andrade formou-se em Direito em 1974, pela Faculdade de Direito de Uberlândia. Casou-se com a terapeuta e Artista Plástica Simone Moraes Andrade, em 30 de janeiro de 1971, com quem teve dois filhos, a Psicóloga Manuela Moraes Junqueira de Andrade e o Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul, Andrade Neto. É avô de Nicole. Maçom, atualmente ocupa o cargo de Conselheiro do Conselho Federal do GOB (Grande Oriente do Brasil).

A posse no cargo de Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás ocorreu em 5 de outubro de 1983. Quando ingressou na magistratura, era presidente da sub-secção da OAB de Goiatuba.

O Magistrado assumiu a titularidade da Comarca de Peixe, hoje Tocantins. Também judicou em Aparecida de Goiânia, Crixás, Goiatuba, sua cidade natal, e por fim, em Goiânia, onde ascendeu ao cargo de Desembargador do TJGO em 2014.