4 de setembro de 2020

Desembargadora Kárin Liliane (TJMG) assume Presidência do ICP

A Desembargadora Kárin Liliane Emmerich e Mendonça (TJMG)

A Desembargadora da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG), Kárin Liliane Lima Emmerich e Mendonça, acaba de assumir mais um importante posto em sua brilhante trajetória jurídica e intelectual, a Presidência do Instituto de Ciências Penais (ICP), em Belo Horizonte.

Associada do ICP há quatro anos, a Magistrada foi eleita por aclamação no último dia 2, data em que também foi realizada a solenidade de posse. “Pretendo dar continuidade aos projetos do presidente que me antecedeu, o advogado Gustavo Silva, que fez uma excelente gestão. Também espero criar outros, novos, ainda apreciados pela nova diretoria”, diz.

O Presidente da Anamages, Juiz de Direito do TJMG, Magid Nauef Láuar, transmitiu à Desembargadora Kárin – que ocupa o cargo de Vice-Presidente Financeira da Anamages – votos de uma gestão produtiva, com significativos avanços e grandes vitórias. “A Desembargadora Kárin é uma magistrada dedicada, que se engaja de corpo e alma nos projetos que encampa. Além disso, é uma figura respeitada no meio jurídico de Minas Gerais pelo notório saber jurídico e postura exemplar”.

O ICP foi fundado em 29 de novembro de 1999, durante encontro ocorrido na sede da OAB-MG. A principal finalidade do projeto coletivo – impulsionado por parte significativa da comunidade jurídica mineira – era a criação de um fórum de estudos e debates em Ciências Penais que se constituísse em um locus aberto, democrático e que pudesse catalisar dimensões importantes do pensamento jurídico-penal. Minas Gerais, não obstante a inegável tradição intelectual na área, sempre se ressentiu de uma maior articulação entre esta plêiade tão variada quanto intelectualmente poderosa.

Perfil

A Desembargadora Kárin é magistrada desde 1990, ou seja, exerce a função de Magistrada há 30 anos. Foi Titular das comarcas de São Francisco, Montes Claros e Belo Horizonte desde 1999. Promovida a Desembargadora há 7 anos, atua desde então na 1ª.  Câmara Criminal.

ICP

O ICP surgiu para tornar-se o ponto de encontro de contribuições intelectuais que transcendessem aquele representado pela Academia e sinalizasse o aporte de profissionais oriundos de vários campos de atuação. Acrescente-se o intuito de aproveitamento do imenso manancial das ideias sempre frescas e inovadoras do corpo discente das diversas faculdades e, como não poderia deixar de ser, dos acadêmicos de Direito, pois, afinal de contas, são eles os maiores responsáveis pela continuidade de um trabalho de reflexão jurídico-penal.

As atividades desenvolvidas sempre tiveram como horizonte o aprimoramento das ciências penais pensado na perspectiva de um Estado Democrático de Direito, no qual o respeito aos direitos e garantias fundamentais da pessoa humana é apresentado como elemento balizador. Os boletins trazem contribuições de nomes fundamentais, consagrados nas letras jurídicas do País, que assinam seus artigos ao lado daqueles ainda emergentes ou de promessas, no momento desconhecidas, mas dotadas de potenciais os mais auspiciosos. Mantêm ainda uma coluna de decisões jurisprudenciais, a mais atualizada possível, dando ênfase àquelas originadas dos tribunais superiores da República e das cortes de segundo grau de Minas Gerais.

Esforços não foram poupados para a realização de cursos, palestras e seminários, podendo ser conferido no ícone eventos do site alguns desses momentos promovidos pelo ICP ou que contaram com sua efetiva participação.

Por meio de parcerias promissoras e com um eficiente trabalho de aproximação a instituições de inegável credibilidade, o ICP apresenta o necessário cabedal para atingir seus objetivos, não ignorando o indispensável empenho de cada um de seus associados e colaboradores.

Colaborou: ICP