19 de julho de 2020

Anamages lamenta a morte de D. Magnólia, mãe do Juiz João Gabriel Furtado Baptista (TJPI)

D. Magnólia Maria Furtado Baptista

Os membros da Diretoria e dos Conselhos Fiscal e Deliberativo da Anamages transmitem condolências ao Juiz João Gabriel Furtado Baptista (TJPI), membro do Conselho Fiscal da Anamages, e demais familiares de Magnólia Maria Furtado Baptista, pelo seu falecimento ocorrido neste sábado, dia 18, aos 94 anos de idade. D. Magnólia era viúva do Desembargador Raimundo Barbosa de Carvalho Baptista, que faleceu há exatos três meses, de quem foi companheira por 71 anos. O casal deixa os filhos João Gabriel, Ernesto Mario, Raimundo Filho, Rosemary e Rosangela Maria.

O Desembargador Raimundo Barbosa de Carvalho Baptista foi um grande nome do Poder Judiciário do Estado do Piauí. Com uma trajetória de dedicação à Justiça, presidiu a Associação dos Magistrados Piauienses (1986-1987), o Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí e foi diretor da Escola Superior da Magistratura do Estado do Piauí (ESMEPI). Atuante também no magistério, foi professor na Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Dona Magnólia era uma mulher polivalente. Artista, ficou reconhecida pelo primor de adereços de casamento confeccionados para noivas da sociedade teresinense.

Sensibilizado, o Presidente da Anamages, Magid Nauef Láuar (TJMG), transmitiu uma mensagem à família do casal. “A despeito das diversas crenças sobre a vida e a morte, a esperança de que ambos se encontrem em outra dimensão nos serve de alento e conforto espiritual e emocional, a par da linda história de vida que construíram e do legado de bons exemplos que deixaram aos seus familiares e amigos”.