Minha conta
01/03/2017

TJDFT disponibiliza tradução em libras para eventos e audiências

O serviço de interpretação e tradução em Libras é solicitado, pelos interessados, ao Núcleo de Inclusão.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios – TJDFT disponibiliza serviço de interpretação e tradução na Língua Brasileira de Sinais – Libras para eventos da Casa e audiências judiciais de 1ª Instância. Para a execução do serviço, o Tribunal contratou empresa especializada. A iniciativa faz parte de uma série de medidas do Tribunal voltadas à promoção de inclusão de pessoas com deficiência e consta no Plano de Ação de 2017 do Programa de Inclusão da Pessoa com Deficiência do TJDFT.

O serviço de interpretação e tradução em Libras é solicitado, pelos interessados, ao Núcleo de Inclusão, setor ligado à Presidência da Casa, criado especificamente para promover a inclusão e acessibilidade no contexto institucional. A tradução pode estar presente em solenidades, reuniões, sessões, seminários, conferências, workshops, cursos, palestras, discursos, programas, apresentações e outras atividades e projetos institucionais promovidos pelo Tribunal, além de audiências judiciais de 1ª Instãncia.

O Núcleo de Inclusão foi criado em 2009 e trabalha juntamente com a Comissão Multidisciplinar de Inclusão, composta por representantes da Secretaria Geral da Corregedoria e de diversos setores da Casa, entre eles recursos humanos, saúde, tecnologia da informação, recursos materiais, obras, administração predial e também de representantes dos servidores com deficiência.

Recentemente, o Plano de Ação para o ano de 2017  do Programa de Inclusão do TJDFT  foi aprovado pelo Presidente do Tribunal, desembargador Mario Machado, e conta com as  ações de inclusão e acessibilidade a serem promovidas por setores da Casa, com a coordenação da Comissão Multidisciplinar de Inclusão.

Fonte: TJDFT

COMENTÁRIOS