Minha conta
06/02/2018

Reunião define ações da Justiça paraibana

Os membros da Comissão foram unânimes em avaliar, positivamente, o avanço na digitalização dos processos físicos.

Dando seguimento às discussões para definir diretrizes para o cumprimento das Meta Nacionais do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) proposta para 2018, a Comissão das Metas do Tribunal de Justiça da Paraíba realizou, na manhã da segunda-feira (5/2), a segunda reunião ordinária. Os membros da Comissão foram unânimes em avaliar, positivamente, o avanço na digitalização dos processos físicos que, segundo eles, deverá impactar nos resultados das metas este ano.

Na pauta de discussão, a regulamentação do período de validação dos processos das Metas 2, 4 e 6 e o procedimento a ser realizado com relação aos processos físicos e aos processos judiciais eletrônicos; a periodicidade de apresentação dos relatórios de produtividade; marcação de data de publicação da situação processual das Metas, a ser feita pela Diretoria de Tecnologia da Informação do TJPB (Ditec) com o apoio da Diretoria de Gestão Estratégica, partilhando relatórios minuciosos de processos, ranking de unidades, percentual de cumprimento geral e anual; entre outros temas.
Com relação ao acesso dos magistrados ao PJe de todas as comarcas do Estado, ficou acordado que, quando o juiz responsável pela meta achar oportuno, solicitará o acesso à Gerência de Primeiro Grau, apontando o período e unidade judiciária onde será feito o apoio.
Ainda, durante a reunião, ficou decidido que a periodicidade de apresentação dos relatórios de produtividade pelos magistrados e assessores das Metas 4 e 6 será mensal, em formulário, a ser disponibilizado pelo gestor da Metas, desembargador vice-presidente João Benedito da Silva.
Ficou estabelecido, também, que o monitoramento do cumprimento da meta será feito com base nos relatórios da Gerência de Estatística e Ditec, a cada reunião ordinária.
Participaram da reunião, o gestor das Metas, desembargador João Benedito da Silva; a juíza auxiliar da Vice-Presidência, Anna Carla Falcão; o juiz coordenador das Metas 1 e 2, Jailson Shizue Suassuna; o coordenador da Meta 6, juiz Eduardo José Soares; a juíza Graziela Queiroga, coordenadora da Meta 8; o diretor de Gestão Estratégica, Tony Márcio Pegado; o diretor de Tecnologia da Informação, Giuseppe Guido; a gerente de Pesquisas e Estatísticas, Renata Grigório Gomes; e o supervisor de Gestão Estratégica, Mário Heitor Medeiros.

Fonte: CNJ.

COMENTÁRIOS