Minha conta
01/02/2018

Presidente da ANAMAGES concede entrevista à Rádio Justiça para tratar de ato em prol da magistratura

O Presidente da entidade, o Juiz de Direito Magid Nauef Láuar, ponderou sobre os pontos que serão tratados com a Ministra Cármen Lúcia.

Em entrevista à Rádio Justiça, o Presidente da ANAMAGES, o Juiz de Direito do TJMG, Magid Nauef Láuar, falou sobre as ponderações que serão levadas à Ministra Cármen Lúcia. O representante do Conselho Deliberativo da ANAMAGES do Estado do Rio Grande do Norte, o Juiz de Direito Herval Sampaio Júnior, que é colunista da emissora, comentou sobre o art. 377 do novo CPC

No dia da abertura do ano judiciário, lideranças associativas representantes do Poder Judiciário o do país reúnem-se com a Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ministra Cármen Lúcia, em um ato pela defesa da manutenção do auxílio moradia concedido constitucionalmente aos magistrados brasileiros. O Presidente da Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (ANAMAGES), o Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG), Magid Nauef Láuar, é uma dessas lideranças. O Magistrado levará os pleitos e ponderações da Magistratura Estadual à Presidente do STF.  Durante a manhã, o Presidente da ANAMAGES concedeu entrevista ao programa Revista Justiça, da Radio Justiça, e tratou das questões que serão levadas à Ministra Cármen Lúcia.

O representante do Conselho Deliberativo da ANAMAGES do Estado do Rio Grande do Norte, o Juiz de Direito Herval Sampaio Júnior, que é colunista da emissora, participou do programa e comentou sobre o art. 377 do novo Código de Processo Civil (CPC). Ele também reforçou as palavras do Presidente Magid sobre o ato desta tarde e afirmou que acredita na sensibilidade do STF.

“Coincidindo com abertura do ano judiciário, nós, Magistrados, iremos de mãos dadas, entregar ponderações e esclarecimentos com relação ao auxilio moradia, um benefício que está previsto na Lei Orgânica da Magistratura (Loman). Neste sentido, iremos reivindicar a aplicação de normas constitucionais que regem o salário dos magistrados”, disse o Presidente da ANAMAGES em entrevista à Rádio Justiça.

O Presidente da ANAMAGES, o Juiz de Direito Magid Nauef Láuar, afirmou que a manutenção do auxílio moradia é imprescindível e concluiu afirmando que a Magistratura sustenta a garantia da democracia e independência da sociedade.

Rádio Justiça

A Rádio Justiça é uma emissora pública de caráter institucional do Poder Judiciário administrada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). As transmissões em FM começaram em 5 de maio de 2004 com alcance restrito ao Plano Piloto de Brasília. Três anos depois, em 29 de maio de 2007, a emissora aumentou a potência para 20kW na frequência 104,7 MHz, sendo sintonizada em todo o Distrito Federal. Os estúdios da Rádio Justiça estão localizados no subsolo do Edifício Sede do Supremo, na Praça dos Três Poderes.

COMENTÁRIOS