Minha conta
15/05/2017

No PA, projeto orienta sobre violência sexual

O grupo recebeu as orientações durante encontro com a equipe do projeto “Minha Escola, Meu Refúgio”.

Mães, educadores, alunos, funcionários e jovens da comunidade ligados à Escola Municipal Professor Francisco da Silva Nunes, localizada no bairro do Guamá, foram orientados nesta sexta-feira, 12, sobre como prevenir e denunciar a violência física, psicológica e sexual contra crianças e adolescentes. Eles receberam as orientações durante encontro com a equipe do projeto “Minha Escola, Meu Refúgio”, coordenado pela juíza titular da Vara de Crimes Contra Crianças e Adolescentes de Belém, juíza Mônica Maciel Soares Fonseca. A visita à escola contou com um público de mais de 50 pessoas.

O objetivo do projeto é promover o fortalecimento da rede de proteção à criança e ao adolescente, orientando a escola sobre como proceder em casos de violência contra esse público.

“A nossa orientação é no sentido de ajudar pais, educadores e funcionários da escola a identificar sinais de mudança de comportamento das crianças. Além disso, indicamos como agir para prevenir a violência sexual, principalmente no caso dos pais, que devem ficar atentos às redes sociais dos filhos e, por exemplo, se a criança começar a receber presentes de estranhos. Ao final da nossa visita, a diretora da escola pediu para que nós retornássemos, para ministrar palestra voltada à equipe de profissionais que atuam ali. A ideia é falar sobre o comportamento que a criança pode ter dentro da escola, como agressividade, déficit de atenção, isolamento e até mesmo falta às aulas”, explicou a juíza Mônica Maciel. 

Segundo ela, o ideal é que a instituição de ensino monte uma equipe que possa estar habilitada para lidar com essas situações. “Essa equipe saberá como fazer a abordagem dos envolvidos, além de como proceder na denúncia dos casos de violência. Nem sempre procurar a família é o ideal, pois, dependendo da situação, só o que acontece é que a criança acaba sendo tirada da escola”, destacou a magistrada. 

Também participaram da visita a psicóloga do TJPA, Mayra Lopes; a assistente social do TJPA, Verônica Pinto Marques; e o defensor público Alan Damasceno. A Escola Municipal Professor Francisco da Silva Nunes foi a 19ª escola a ser visitada pelo projeto, que teve início em 2014. No próximo dia 23 de junho haverá visita a uma nova instituição de ensino. O nome da escola ainda será confirmado pela equipe do projeto. 

Objetivo - O “Minha Escola, Meu Refúgio” visa promover a proteção integral à criança e ao adolescente e o respeito à dignidade da pessoa humana através de reuniões agendadas com escolas públicas municipais e estaduais. É estratégia do projeto, ainda, estabelecer medidas de prevenção de casos de violência contra crianças e adolescentes e fazer a identificação dos sinais de violência neste público, para que sejam tomadas as medidas legais necessárias. 

Fonte: TJPA

COMENTÁRIOS