Minha conta
26/07/2016

No CE, Fórum arquiva 8,9 mil processos no primeiro semestre

Outra função da unidade é a pesquisa e o desarquivamento de processos.

A Seção de Arquivos ainda realiza a digitalização
de processos

A Seção de Arquivo do Departamento de Apoio aos Serviços Judiciais (Despajud) do Fórum Clóvis Beviláqua arquivou, somente no primeiro semestre deste ano, 8.963 processos. O levantamento foi feito pelo Setor de Informática da Comarca de Fortaleza (CE). 

“Nós tivemos um grande aumento no número de processos arquivados em relação ao primeiro semestre de 2015, quando o número de arquivamentos foi de 2.625 autos”, disse o diretor do Despajud, Pedro Henrique Freitas de Lima. A seção conta com um acervo de mais de 1 milhão de autos. Na maioria dos casos, o arquivamento ocorre quando o processo já teve o trâmite concluído.

Outra função da unidade é a pesquisa e o desarquivamento de processos. Para isso, basta o advogado do requerente fazer a solicitação no Protocolo. A vara que receber o pedido solicitará à Seção de Arquivos o desarquivamento do processo e, após a localização dos autos, entrará em contato com o interessado. O resgate do documento é realizado no prazo médio de 24 horas.

Digitalização - A Seção de Arquivos ainda realiza a digitalização de processos. O trabalho é feito por deficientes auditivos, em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos (Apada) e o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

No primeiro semestre, foram feitas 1.961 digitalizações. O serviço atualmente atende às Varas de Família e Fazenda Pública, pois é nessas duas áreas que se concentra a maior parte dos processos que precisam voltar a tramitar.

 

Fonte: CNJ

COMENTÁRIOS