Minha conta
03/05/2018

Itabuna (BA) é a primeira comarca no país a sediar um júri com tradução em libras

A Bahia sediou, em agosto de 2017, na Comarca de Itabuna, o 1º Júri do Brasil com tradução simultânea na Língua Brasileira de Sinais (Libras). A iniciativa foi promovida pela Juíza de Direito Márcia Cristie Leite Vieira e reuniu deficientes auditivos e intérpretes. A Comarca já realizou o 3º Júri em Libras.

“Itabuna ganhou muito em sediar o primeiro júri em libras”, afirmou a Magistrada. “Fazer esse júri e ter contato com essa parcela da sociedade foi um divisor de águas”, registrou.

A Juíza de Direito Carmelita Arruda, da Comarca de Alagoinhas, apresentou um projeto para o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA) sobre o curso em Libras.

“É muito importante aprender libras para possibilitar a inclusão”, disse a Magistrada Carmelita Arruda, que teve contato o primeiro contato com a Língua Brasileira de Sinais aos 13 anos e atua como multiplicadora desse meio de comunicação.

A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é reconhecida pela Lei nº 10.436 como meio legal de comunicação e expressão.

Fonte: TJBA.

 

COMENTÁRIOS