Minha conta
12/06/2017

Em um mês Cartório Integrado na BA baixa quase 3 mil processos

O número inclui despachos, decisões, sentenças e atos ordinatórios.

Em apenas um mês de funcionamento, o III Cartório Integrado, inaugurado no dia 25 de abril e que reúne as 3ª, 6ª, 14ª e 16ª Varas de Relações de Consumo, no Fórum Ruy Barbosa, já comemora os novos números. Em apenas 22 dias úteis de funcionamento, foram baixados 2.878 processos dos 7.215 existentes. O número inclui despachos, decisões, sentenças e atos ordinatórios.

A meta, de acordo com o diretor de Primeiro Grau, Cícero Moura, é que ao final do mês de junho só fiquem pendentes de análise os despachos proferidos em maio.
Outra redução no novo cartório integrado diz respeito aos atendimentos no balcão a partir da virtualização dos processos. De acordo com a juíza Júnia Araújo Ribeiro Dias, todos os pedidos advindos do balcão de atendimento foram cumpridos diretamente pelos diretores. A estratégia montada é que a diretoria atenda aos pedidos, enquanto os servidores cumprem os atos obedecendo a exata ordem dos despachos, ou seja, dos mais antigos para os mais novos, exceto os urgentes, que são logo executados.

Com isso, a média de atendimento no balcão na segunda quinzena caiu de 150 para 60 atendimentos diários. “Acreditamos que a excelente redução tem entre outros aspectos: os advogados não precisam voltar ao cartório mais de uma vez para fazer a diligência; a ênfase que estamos dando no atendimento telefônico, direcionando para que a demanda sobre processos seja feita de preferência pelo e-mail da Vara, e ainda que o cartório ficou com uma demanda reprimida visto que ficou fechado no mês de abril passado, assim todos vieram logo na primeira quinzena de abertura”, explicou a direção do Cartório em relatório.

Desde a abertura do primeiro cartório integrado, em 2016, até o início de 2017 mais de 25 mil movimentações, incluindo despachos, decisões e sentenças foram realizadas na primeira unidade. Na próxima terça-feira (13) mais uma unidade será inaugurada.
Fonte: TJBA

COMENTÁRIOS